Pesquisar este blog

domingo, 12 de junho de 2011

Interpretação de textos.


Interpretação de Texto
Amor Menino.
Tudo cura o tempo, tudo faz esquecer, tudo gasta, tudo digere, tudo acaba. Atreve-se o tempo à colunas de mármore, quanto mais a corações de cera! São as afeições como as vidas, que não há mais certo sinal de haverem de durar pouco, que terem durado muito. São como as linhas, que partem do centro para a circunferência, que, quanto mais continuadas, tanto menos unidas. Por isso os antigos sabiamente pintaram o amor menino: porque não há amor tão robusto que chegue a ser velho. De todos os instrumentos com que o armou a natureza, o desarma o tempo. Afrouxa-lhe o arco, com que já não atira; embota-lhe as setas, com que já não fere; abre-lhe os olhos, com que vê que não via; e faz-lhes crescer as asas com que voa e foge. A razão natural de toda essa diferença é porque o tempo tira a novidade às coisas, descobre-lhe os defeitos, enfastia-lhe o gosto, e basta que sejam usadas para não serem as mesmas. Gasta-se o ferro com o uso, quanto mais o amor? O mesmo amar é causa de não amar e ter amado muito, de amar a menos.
1. O tema central do texto demonstra um valor:
a. (     ) Material e concreto;
b. (     ) espiritual e de pouco significado para a vida humana;
c. (     ) espiritual e de grande significado para a vida humana;
d. (     ) material e espiritual;




2. Assinale o que for verdadeiro quanto ao texto acima:
a. (     )Quanto mais antigo o amor, tanto mais forte.
b. (     )Quanto mais novo o amor, tanto mais intenso.
c. (     )O amor pode ser transitório ou permanente.
d. (     )O amor mais intenso é aquele que decorre de maior duração de tempo.

3. Este texto acentua o problema:
a. (     )do tempo
b. (     )do espírito
c. (     )da vida
d. (     )da morte

4. Podemos depreender do texto que:
a. (     )os valores humanos sobrevivem ao tempo;
b. (     )os valores humanos não são tão importantes;
c. (     )espírito e valores humanos são a mesma coisa;
d. (     )os sentimentos humanos são transitórios;

5. Em "De todos os instrumentos com que o armou a natureza, o desarma o tempo", o autor faz referência:
a. (     )ao amor dos antigos;
b. (     )ao espírito dos antigos;
c. (     )ao espírito dos mais jovens;
d. (     )ao amor menino.

Um comentário:

  1. onde encontro as respostas dessas questões? por favor pode me ajudar?

    ResponderExcluir